Quatro conselhos para as noivas durante a recepção…

É normal surgirem dúvidas quanto à fotografia durante a recepção do casal por parte das noivas, e por minha experiência eu digo que muitas noivas só pensam nisto próximo ao casamento, é quando se questionam se suas fotos serão feitas todas na recepção ou em outro local? Como deverá ser a iluminação da recepção? Que tipo de foto eu desejo ter em meu álbum?

Por isto neste semana tenho quatro pequenos conselhos bem simples e uteis para as noivas na fotografia durante sua recepção, curta e opine.

Primeiro Conselho: Posso fazer um ensaio antes da recepção ou durante?

É costume fazer algumas fotos do casal antes de se dirigir à festa/recepção enquanto os convidados se acomodam, normalmente os convidados irão sair da Igreja para a recepção, e haverá um prazo de minutos até que estejam todos nas mesas. Se for intenção de vocês usar este tempo para fotos, então prepare um local com antecedência, pode ser na própria recepção ou no caminho (uma praça, um bar bem decorado, o hotel do make de vocês, etc…), mas lembre-se que a fotografia é resultado da Luz, este local tem que ter o mínimo de preparação e condições de fotos, se possível fale com seu fotógrafo muito antes do casamento sobre este mini ensaio, caso contrário a preparação da iluminação poderá atrasar sua chegada ou o resultado das imagens feitas ficarão abaixo de suas expectativas.

Não aconselho fazer estas imagens depois de já terem iniciado a recepção, após a dança ou já ter tido contato com os convidados, pois pode atrasar a festa, sem mencionar que a roupa do casal estará mais conservada logo após a cerimônia.

Peça conselhos a sua cerimonialista, converse conosco sobre as fotos. Muitas fotos que servirão a seu futuro álbum podem ser feitas neste meio tempo, que no geral é bem breve.

Segundo Conselho: A luz da sua recepção.

Cuidados com a iluminação da recepção, pois será neste momento que muitas fotos políticas de sua família serão feitas, além das muitas fotos divertidas de seus amigos e familiares, seja um casamento com recepção ao ar livre durante o dia ou noturno em salão, a luz da recepção afeta o resultado do nosso trabalho.

Em casamentos externos com luz diurna procure locais que impeçam a luz “dura”, que causa sombras nas pessoas em seus rostos ou que pode incomodar seus olhos deixando a expressão facial dos fotografados com olhos cerrados, tenha em mente locais com luz suave sobre as pessoas. Já na recepção em salões a iluminação costuma ser pensada para surtir efeito agradável aos olhos das pessoas presentes, nem todos os decoradores sabem como nosso equipamento enxerga a luz, é diferente acredite, decoradores mais experientes já tem isto em mente.

Terceiro conselho: Dance para você e para nós…

Durante a dança do casal ou com os pais é normal que as pessoas estejam focadas em dançar e nada mais, e por se tratar de momentos de muita emoção e até intimidade raramente você verá um profissional de boa qualidade interferir para conseguir boas poses, mas sempre ocorrem outras danças durante a recepção, o conselho aqui é que em alguma destas danças o casal olhe para o fotógrafo, dance para nós, isto ajuda muito em algumas fotos e rende boas imagens, com os fotografados de frente ou perfil, caso contrário a maioria das imagens terá sempre um dos fotografados de costas.

Quarto conselho: Brinquem com o buquê ou a garrafa por alguns segundos…

Um conselho que eu gostaria viesse já escrita no buquê das noivas ou garrafa que os noivos costumam jogar aos convidados: BRINQUE ANTES DE ATIRAR, é sempre bom fazer aquele charme antes, brincar com os presentes, isto dará tempo à fotografia e filmagem de conseguir as imagens que precisamos e ainda registrar a reação de todos. Se sentir que é necessário, peça ao Dj da festa ou cerimonialista que motive os presentes. Caso em seu casamento tenham ainda os buquês divertidos de santos antônio, vale a mesma dica, brinque com eles antes de arremessar.

Conselho “quatro e meio”: Após escrever o conselho quatro lembrei de um detalhe, atualmente os buquês estão cada vez mais elaborados, verdadeiras obras de arte, e não raro algumas noivas demostram remorso ao perceber que vão ter o mesmo destruído após ser jogado, então o conselho final é ter um segundo modelo mais simples, e mais leve também, que possa ser jogado. O buquê original pode ser guardado, pesquise no google, existem maneiras interessantes de conservá-lo, CLIQUE AQUI. 

 

É isto, obrigado pela leitura e até a próxima postagem no site.

***

Roberto Hunger- Fotografia de casamento: Com escritório sediado em Pouso Alegre (Minas Gerais), atuo como fotógrafo especializado em casamentos na região do Sul de Minas (Itajubá, Pouso Alegre, Monte Verde, Camanducaia, São Lourenço, Santa Rita do Sapucaí, Varginha, Jacutinga, etc.) e demais estados vizinhos. Faça contato e solicite um orçamento de fotografia para seu evento. Rua Cel. José Inácio, 108 – apt: 201- (35) 8444-4635, Centro- Pouso Alegre.